26/01/12

Dinâmicas "Primeiro dia de aula"


O início do ano letivo está aí. E com ele, novas perspectivas e esperança de que tudo será melhor. Em vista disso, quanto mais for agradável o ambiente, a amizade e acima de tudo, o respeito, mais os alunos se sentirão motivados a participar das aulas.

Abaixo, algumas sugestões de dinâmicas para o "Primeiro dia de aula".

1 - Direitos e deveres

Já nos primeiros dias, estabelecer os famosos combinados pode evitar problemas e garantir um bom relacionamento ao longo do ano. Comece discutindo com a garotada o que espera do ano que se inicia e qual a melhor maneira de trabalhar em grupo para alcançar esses objetivos. Formule com todos (e escreva no quadro) a continuação das seguintes frases: “Temos direito a…” e “Somos todos responsáveis por…”. Lembre-se de que a declaração de direitos e deveres deve ser inspirada nas normas gerais da escola – que os alunos precisam conhecer – e ser focada no que deve ser feito, e não no que é proibido. A etapa seguinte é descobrir o que as outras turmas da escola combinaram. A troca de informação, além de enriquecer os tratados feitos por eles, promove a integração com colegas de outras classes. Ao terminar, peça a cada um que copie os tratados e cole na agenda. Assim, o texto estará sempre à mão. Além disso, os estudantes podem produzir dois grandes cartazes em cartolina para pendurar na parede da classe.
Recomendado para: 1ª à 8ª séries

2 - (Texto para uma discussão amistosa no Ensino Médio)

Bill Gates foi convidado para uma conferência em uma escola secundária. Ele falou por 5 minutos, foi aplaudido por mais de 10 sem parar, agradeceu e foi embora em seu helicóptero.

Em seu discurso, falou sobre como a “política educacional de vida fácil para as crianças” tem criado uma geração sem conceito da realidade, e como esta política tem levado as pessoas a falharem em suas vidas posteriores à escola. Acabou por dar alguns conselhos…

1)A vida não é fácil, acostume-se com isso.

2)O mundo não está preocupado com a sua auto-estima. O mundo espera que você faça alguma coisa útil por ele ANTES de sentir-se bem com você mesmo.

3)Você não vai ganhar $ 30.000 por mês assim que sair da universidade. Você não será vice-presidente de uma empresa com carro e telefone à disposição, antes que você mesmo tenha conseguido comprar e manter o seu próprio carro e telefone.

4)Se você acha seu professor rude, espere até ter um chefe. Ele não terá pena de você.
5)Vender jornal velho ou trabalhar durante as férias não está aquém da sua posição social. Seus avós têm um nome diferente para isso: eles chamam isso de oportunidade.

6)Se você fracassar, a culpa não é dos seus pais. Então não lamente seus erros, aprenda com eles e faça certo da próxima vez.
7)Antes de você nascer, seus pais não eram tão críticos como agora. Eles só ficaram assim por pagar as suas contas, lavar suas roupas e ouvir você dizer que eles são “ridículos”.
8)Então antes de salvar o planeta para a próxima geração querendo consertar os erros da geração dos seus pais, tente limpar seu próprio quarto.
9)Sua escola pode ter eliminado a distinção entre vencedores e perdedores, mas a vida não é assim. Em algumas escolas, você não repete mais de ano e tem quantas chances precisar até acertar. Isto não se parece em absolutamente NADA com o que acontece na vida real. Se pisar na bola, está despedido, RUA !!! Portanto, faça certo da primeira vez.
10)A vida não é dividida em semestres. Você não terá sempre os verões livres e é pouco provável que outras pessoas o ajudem a cumprir suas tarefas no fim de cada período.
11)Televisão NÃO é vida real. Na vida real, as pessoas têm que Abrir mão do barzinho e da boate e ir trabalhar!
12) Seja legal com os CDFs (aqueles estudantes que os demais julgam serem uns babacas). Existe uma grande probabilidade de você vir a trabalhar PARA um deles.

3 - (com balas ou jujubas)

Distribuir balas coloridas ou jujubas aos alunos (pode ser 2 ou 3 para cada um. Pedir que as deixem em cima da carteira. Após, especificar as cores (que você pode especificar de acordo com o que quiser saber a respeito de seus alunos). Por exemplo, numa classe não muito numerosa – 15 alunos, por exemplo – e na faixa de 10 a 14 anos, fazer mais ou menos o seguinte:
* verde – escola (o aluno se apresenta e fala onde estuda, que curso faz, que matérias gosta ou não gosta, etc)
* azul – família e casa (ele se apresenta e fala de sua família, onde mora, se tem bicho de estimação, onde seu pai e sua mãe trabalham, se ele se dá bem com os irmãos ou não, etc)
* vermelho – lazer (ele fala tudo o que gosta de fazer quando não está estudando.

Chamar um aluno por vez. Ele escolherá a cor da bala, falará sobre o assunto solicitado e ficará com a(s) bala(s) para ele.

Depois que cada um falar, você pode perguntar ao grupo se quer perguntar mais alguma coisa relacionada ao que o colega estava falando. Sugestão: Se o aluno diz que tem um irmão, perguntar se é mais velho ou mais novo, se se dão bem, etc. Se diz que tem cachorro, perguntar o nome, se sabe fazer gracinhas, se tem manias, etc.
Se a turma for de alunos maiores, você pode mudar os critérios, acrescentar outros como: Vida amorosa, vida profissional, livros, etc… Fica a seu critério.
http://questaodeclasse.wordpress.com

4 - SEGUINDO O CHEFE

Objetivo:

Fazer um desenho em grupo onde cada participante esteja em uma situação especial.

Propósito:

Trabalhar a cooperação, a comunicação, planejamento, raciocínio lógico, confiança e a empatia.

Recursos:

Papel, canetas, vendas.

Número de Participantes:

Grupos de 5 pessoas

Duração:

A tarefa de desenhar o barco deve ser cumprida em cinco minutos.

Descrição:

Dividir a turma em grupos de cinco pessoas, colocando-as sentados no chão. Cada grupo terá como tarefa desenhar um barco utilizando uma folha de papel e canetas coloridas. Cada participante fará uma ação de cada vez, passando em seguida o desenho para o outro participante e assim por diante passando por todos um traço de cada vez até que o desenho esteja concluído ou tempo encerrado. Exemplo: o primeiro participante faz um traço, para e a próxima ação é de outro participante.
Os participantes terão também de obedecer as seguintes características individuais:
Participante 1 - é cego e só tem o braço direito;
Participante 2 - é cego e só tem o braço esquerdo;
Participante 3 - é cego e surdo;
Participante 4 - é cego e mudo;
Participante 5 - não tem os braços;
Portanto, para desenvolverem esses papéis, o focalizador pede que os grupos escolham quem será 1,2,3,4 e 5 entregando vendas par os olhos e tiras de pano para amarrar os braços que não deverão utilizar.
Quando os grupos estiverem prontos, começar a contar o tempo, deixando que os grupos façam a atividade sem interrupção. Neste momento o facilitador fica em silêncio, apenas observando o trabalho. Caso alguém solicite ajuda ou informações, reforce as instruções já ditas sem dar outras orientações. Caso algum participante faça perguntas do tipos está certo? Pode fazer assim? Deixe o grupo decidir. Não interfira. Estas situações poderão ser retomadas no momento de debate, para análise e como ilustração para outros comentários.
Após o jogo, o facilitador deve realizar o CAV (Ciclo de Aprendizagem Vivencial), abordando as dificuldades encontradas os desafios superados e as formas de cooperação colocadas em prática.

Dicas:

Pode-se jogar em dois tempos. Primeiro deixar que eles sintam o jogo que a princípio parece fácil e depois normalmente percebendo as dificuldades. Após os 5 minutos, alguns podem não ter terminado a tarefa e muitos poderiam certamente tê-la realizado com melhor qualidade. Por isso deixe que os grupos discutam como poderiam melhorar sua performance e depois peça que joguem novamente para colocarem em prática as alternativas poderão encontradas.
Após todo o processo abra uma discussão geral onde todos os grupos poderão expor dificuldades e soluções, impressões etc.
Jogo enviado por:
Ana Paula Peron
Contato: apperon@directnet.com.br

5 - Brincadeira das bexigas

(Para animar os alunos e também para transmitir a eles a importância do trabalho em grupo)

Leve um rádio ou qualquer outro aparelho no qual possa tocar música, escolha uma que eles gostem. Leve também um saco de bexigas de forma que possa entregar uma a cada aluno e peça a eles que cada um encha a sua.
Quando todos já tiverem enchido, explique que terão que ficar jogando as bexigas para cima como se fosse uma peteca (mas de forma suave) de forma a que não caiam no chão e que irá fazendo sinal aos alunos que deverão ir saindo da brincadeira. Os alunos que ficarem não podem deixar as bexigas caírem, os alunos vão saindo mas as bexigas que eles estavam jogando continuam no jogo.
No início será fácil mas à medida que você for acenando aos alunos para saírem os outros vão tendo cada vez mais trabalho para equilibrar as bexigas, cada vez em número maior que o de alunos. Termine a brincadeira quando tiver apenas um aluno sozinho tentando manter todas as bexigas no ar.
Pergunte a eles o que acharam da brincadeira, se foi fácil ou difícil. Eles certamente lhe dirão que no início foi fácil, mas à medida que os alunos foram saindo foi ficando cada vez mais difícil. É hora então de você conduzir para a idéia que você quer (se algum aluno já não tiver feito isso) de que o trabalho em grupo também é assim, quanto mais elementos do grupo ficarem de fora na hora da execução, mais trabalho e menos chance de sucesso terão os elementos que estiverem executando o mesmo.
Fonte: http://coelhodacartola.blogspot.com

6 - De Havana Veio um Barco Carregado De...

Faixa etária: Educação Infantil, Fundamental e Secundário

O professor pensa em uma família de animais, pessoas, comidas ou objetos. E diz aos seus alunos:" De Havana veio um barco carregado de... animais de quatro patas."
os alunos deverão ir dizendo, um por um, animais de quatro patas."
Se algum aluno não souber dizer nenhum, perde a vez ou é eliminado do jogo, como queira.
O nível de dificuldade pode variar dependendo da família. Por exemplo: no INFANTIL bastaria dizer:"de Havana veio um barco carregado de... animais.", no PRIMARIO: "de Havana veio um barco carregado de... verduras", e no SECUNDÃRIO:"De Havana veio um barco carregado de …personagens históricos."
ABEC/ http://vivianepatrice.blogspot.com

7 - Quem sou eu - dinâmica para primeiro dia de aula

Uma boa dinâmica para a primeira aula é o jogo "Quem sou eu". Para preparar é fácil e você vai conseguir com que todos aprendam os nomes um dos outros e será uma ótima oportunidade para você também aprender. Nas classes de inglês será uma boa oportunidade de revisar vocabulário básico, o verbo 'to be' e as pessoas do singular (I, you, he, she) se feito em inglês. O mesmo acontece em espanhol, mas você pode simplesmente fazer o jogo em português se não dá aula de inglês ou espanhol.

Faça quadrados de cartolina com figuras das palavras que vai usar no jogo, coisas básicas e que tenham aprendido no ano anterior se for professor de inglês ou espanhol, ou qualquer objeto se for fazer o jogo em português. Deve fazer os quadrados de cartolina ou qualquer outro papel grosso no mesmo número de alunos + 1, que você usará.

Coloque-os em círculo (de preferência), distribua os cartões para os alunos, pedindo que não mostrem ainda uns aos outros. Comece mostrando o seu e diga, em português, inglês ou espanhol, conforme o caso:

- Eu sou Fulano e sou um(a) - diga o nome da figura que está no seu cartão. Uma bola, por exemplo.

Aponte um aluno aleatoriamente, que dirá para você na língua do jogo:

- Você é Fulano e é uma bola, eu sou Beltrano e sou uma bicicleta.

Ele deve então apontar outro aluno, que olhará para você e dirá:

- (apontando o aluno anterior) Ele é Beltrano e é uma bicicleta, você é Fulano e é uma bola, eu sou Sicrano e sou um livro.

Cada aluno apontado deve dizer tudo que os outros disseram, apontando cada aluno e finalizando sempre com 'você é Beltrano e é uma bola, eu sou .... e sou um(a) ...

Você pode colocar figuras que vão ficar engraçadas ditas pelos alunos, e eles vão se divertir enquanto vão memorizando os nomes uns dos outros. Na verdade essa dinâmica é uma boa ajuda para que você também aprenda os nomes deles, o que é desejável em um professor, que no mínimo saiba o nome de seus alunos.
http://coelhodacartola.blogspot.com

8 - Acróstico – Dinâmica Da Apresentação

Escrever no quatro as próprias características como em um acróstico, por exemplo:

Mineira- sou mineira, gosto de macarrão
Amorosa – sou amorosa, tenho muito amigos, etc.
Respeito – gosto de muito respeito em sala de aula
Carinho – sou carinhosa, gosto de fazer caridade
Irada – as vezes quando me irritam, fico irritada
Legal – na época das provas os alunos dizem que sou legal
Enérgica – sou enérgica em sala de aula
Natureza – amo a natureza
Escola – uma das coisas que mais gosto e estar na escola.
Depois que escrever no quadro,dizer: Vocês não me perguntaram nada…. Então vou perguntar(se eles perguntarem você despista)

* Qual o meu nome?
Eles falam, mas a sra não disse, e eu digo…..esta escrito no quadro….
Depois eu peço que cada um faça um acróstico do seu próprio nome, para se apresentarem….
Eles adoram….
http://www.ritaalonso.com.br/?p=23218

* Caso queira compartilhar conosco alguma dinâmica, envie para:
sheilarevert@hotmail.com
Obrigada pela visita!!!!